11 outubro 2008

O silêncio

Sempre falo para os alunos de Redação Publicitária III para que não esqueçam de indicar a trilha no roteiro. Uma música, um burburinho de pessoas, buzinas, um cachorro latindo ao longe. Seja lá qual for a idéia, só não pode esquecer de indicar o áudio. O silêncio incomoda. O silêncio pode revelar esquecimento. Ou dúvida. O silêncio só vale se a intenção for realmente essa, intrigar. Instigar. Dar espaço para a imaginação do outro. O silêncio me deixa curioso. É bem melhor uma música dizendo alguma coisa.

3 comentários:

Carol disse...

Meu professor de filosofia, sempre me dizia que o silêncio era o nada, mas o simples fato de percebe-lo ele se tornava alguma coisa. Assim o silêncio ao mesmo tempo que incomoda, ele pode se tornar uma arma poderosa, mas quanto muito bem utilizada. Acho que muitas publicidades poderiam ter um silêncio provocativo, algo que irritasse, istigasse a curisiodade do motivo do silêncio. As vezes o silêncio é nosso mentor e na maioria deles nosso buraco negro. Então, cuidemos sim para não esquecer o audio, mesmo que seja o silêncio. O importante é sabermos o porque da presença ou ausência do som!
Abraços

adtudo disse...

Great Palermo... 30 seconds, dá pra retratar uma vida, com graça e criatividade

fernando palermo disse...

É isso, Caroline. O silêncio diz muito. E obrigado pelos frequentes comentários.
E pra vc, mestre Robson, um grande abraço pelo dia do professor. (me conta como foi a pós).