29 setembro 2008

Propaganda, encanto e vício.

Cheguei agora há pouco da Estácio. Tinha que entrar na net para atualizar meu Curriculo Lates. Pra quem não conhece é um curriculo feito numa plataforma pré-estabelecida, que o professor tem que atualizar de tempos em tempos. Uma coisa chata, muito chata. Atualizei pela metade, não coloquei as bancas de TCC do semestre passado, nem as orientações em andamento neste semestre. Fica pra outra hora. Pois é, já que estava na net, dei uma passada aqui. Ainda estou na pilha da sala de aula. Foi uma boa aula, pelo menos pra mim. Estou rouco (neste final de semana foram 8 gritos de gol, somando Avaí e Inter), meio cansado, mas foi uma aula legal. Era a turma da primeira fase e falamos sobre posicionamento e mais um monte de coisas. Quem me conhece sabe que vivo desviando do assunto e contando um monte de casos e causos. Saio das aulas gostando ainda mais de propaganda. Acabo esquecendo que já tinha enchido o saco e me sinto como um iniciante. Este é o grande poder da propaganda. Quem bebe desta fonte, mesmo apenas molhando os lábios, nunca mais sentirá uma sede comum. A propaganda contamina. Contamina e encanta. Encanta e vicia.

4 comentários:

Kelly Veiga disse...

"A propaganda contamina. Contamina e encanta. Encanta e vicia."

Falou tudo Profi!

(as vezes tenho saudades da 1ª fase, hauhau, mas só as vezes)

Beijooo

Kati disse...

Arrepiei lendo!
:)

Domingos Junior disse...

A pior coisa que fiz na minha vida foi ir fazer publicidade na Estacio, pois agora não consigo viver sem a publicidade. So que nunca vou me arrepender de ter feito essa escolha ^^

Tauillio Balada disse...

Pois então...
Estava presente nesta aula...
Posicionamento...
Me lembro que usamos como exemplo um time de futebol...

Dei como exemplo a ONEWG, que hoje quer ser vista como a empresa que melhor conhece o sul do Brasil!

Aproveitando os 8 gols causadores da rouquidão Me Pergunto então como o Avai quer ser visto por seu publico? como um time retranqueiro? eficiente? ou um time sortudo?
Bem não posso dizer como, diz aí Palermo!

Entrei na propaganda meio que por acaso, mas ela encanta e vicia e tenho certeza que não vou me livrar desse vicio.



Abraço!