01 setembro 2009

O dia em que o mundo caiu.


Se você pesquisar, certamente encontrará alguma previsão de Nostradamus narrando o dia, muito distante, em que as pessoas terão a nítida sensação de que o mundo desabou.

Nada funcionará. Ninguém conseguirá mais administrar seu próprio tempo. As pessoas ficarão confusas, esquecerão seus compromissos, não encontrarão mais as anotações que regem suas existências.

Um caos para milhões de vidas.

Um dia que vai entrar para as histórias. A história real e a outra. Sim, porque Nostradamus prevê que as pessoas terão vidas duplas. Uma concreta, outra imaginária. Uma real, outra virtual.

Hoje foi assim. O mundo caiu. Ou melhor, o Gmail caiu.

9 comentários:

Ísis Melo disse...

Me assustam as profecias do sr. Nostradamus!

andifyoudontknownowyouknow disse...

haha.. de mais!! ótima sacada!!

Mila disse...

Saudades de quando a novidade tecnológica era o telefone celular. Aquele tijolão que nem mensagem mandava.
Gmail caiu,Twitter já caiu, Orkut já caiu, Msn já caiu e ninguém morreu por isso.
Quanto mais redes sociais surgem, mais retrocedo no tempo e me desfaço dessa vida virtual.
Corro eu contra o tempo?
Perco muito com isso?
Olha, acho que ando mais corada esses dias. Deve ser o contato humano.
:)
Beijos professor.
Muitas saudades de você e de suas aulas.

Thayse disse...

eu não acreditei!
sério
não há vida.
q medo.

Kelly Veiga disse...

Foi quase como parar de respirar!

Beijos, Prof.

Jefferson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jefferson disse...

Na minha opinião é triste ver como as pessoas estão se desesperando cada vez mais com coisas tão bestas, quero ver o mecânico se desesperar se a chave de fenda dele quebrar. Eu adoro consertar, trabalhar e usar computadores, mas nunca esqueci qual é o lugar dele. Não se pode esquecer que o computador é apenas uma ferramenta. Quando cai a internet ou email no meu trabalho, eu acabo me lembrando que tem muita gente que eu nunca mais vi na empresa e seria uma ótima ocasião para tomar um café e bater um papo.
Quando a ferramenta volta a funcionar, o café já deve ter acabado e continuamos o nosso trabalho. Simples assim :)

Fernando Palermo disse...

É isso, gente. Valeu o cometario de cada um de vcs. E tb a reflexão. Como o Jefferson falou, computador é apenas uma ferramenta. Do lado de cá no monitor tem uma vida real. Abraços.

Paula Carina disse...

Estamos condicionados às ferramentas propostas pelas novas tecnologias e é natural pensarmos: "Há vida sem computador? Ou Internet? E sem o Google?"