24 setembro 2009

Preciso de tempo.

Tempo para ler. Tempo para viajar. Tempo para pensar. Tempo para escrever. Preciso de tempo para conferir as horas e ver que estou quase atrasado. Preciso de tempo pra sair correndo. Tempo pra conferir a previsão do tempo. Tempo pra sair a tempo.

E a pressa é tanta que já não escrevo mais o "para" e passo a usar a contração. Gasto menos tempo com uma letra a menos. A pressa é tanta que os dias passaram a durar 20 horas até virar o amanhã.

Vivo com pressa. Pressa pra aproveitar o tempo. O tempo que não tenho. O tempo que busco, persigo, mas nunca chego a tempo de pegá-lo e pará-lo. É sempre assim, o tempo não pára. Corre. Voa.

Falando nisso, vou correr. Atrás dele. Será que ainda dá tempo?

8 comentários:

Ísis Melo disse...

Engolir uma letrinha conscientemente deve mesmo economizar uns milésimos de segundo. O que já é lucro, correee!

Kelly Veiga disse...

Corra, antes que o tempo voe.

Beijo!

Tatah disse...

Falou tudo. Tudo que eu precisava ler nesse momento. O tempo sempre é curto para aqueles que muito prosperam.
Ótimo texto, como todos os outros.

Clarissa Bonatelli disse...

Incrível, Palermo! Realmente vivemos correndo para "aproveitar" o tempo. E quando paramos reclamamos como o tempo passou voando. O ser humano e suas contradições... Uma ótima reflexão para fechar a semana.

Bjão e bom findi!

P.S. Dê uma espiadinha no meu blog, se der tempo. :)

http://www.textosdacla.blogspot.com

Naná disse...

Muito bom! Ninguém mais tem tempo!

@tuitada disse...

profundo isso hehe

Anónimo disse...

Palermo, muitíssimo legal o texto! Espero que você arrume tempo pra escrever mais coisas como essa.
Abração!
Sérgio Calderaro.

Miguel Vieira jr disse...

Meeestre, não deu tempo pra ler antes (desculpa/piada infame) mas, continuo me surpreendendo positivamente. Parabéns pelo texto, privilégio dos bons redatores.