07 setembro 2009

Vícios

Acho que já escrevi aqui sobre isso: vício. Não aquele vício que abrevia a vida. Falo do vício bom - existem? - aquela prática que se incorpora na vida da gente e não desgruda mais.

Falo do vício dos antigos e saudosos ponteiros do futebol, tipos diferentes, que insistiam em jogar futebol equilibrados em um corredor imaginário de 3 metros de largura, paralelo à linha lateral do campo. Sujeitos obcecados pela linha de fundo e cruzamentos certeiros para centroavantes também viciados. Mas em gols.
Falo do vício do jornalista investigativo, aquele tipo Caco Barcelos. Sujeitinho viciado em descobrir notícias onde as pessoas normais veem nada mais do que a rotina sonolenta da vida.

Falo do vício que tive por longos 30 anos, e que até horas atrás pensava que tinha abandonado. O vício de buscar combinações novas para palavras já desgastadas. O vício de falar com pessoas que não conheço, mas que busco sempre entender seus comportamentos e desejos.

Falo do vício de criar propaganda. De pensar propaganda. De fazer propaganda. De viver propaganda 24 horas por dia. Um vício terrível, daqueles que dão prazer. E uma vez que a gente experimenta, nunca mais se livra.

Sim, é uma recaída.

7 comentários:

Kelly Veiga disse...

Uma ótima recaída.
A propaganda precisa de viciados como você!

Beijo

Ísis Melo disse...

Isso é que é um vício.

Marilis Dutra disse...

e que recaída hehehe
uma boa propaganda é preciso de um ótimo viciado =)

Naná disse...

Quando escutamos ou falamos a palavra vício, pensamos apenas em hábitos ruins, mas existem tantos vícios bons por aíi...que não nos damos conta que todos nós somos viciados em várias coisas.

Renato disse...

Bóra montar um grupo de ajuda então!!! Será uma interessante rede colaborativa de conhecimento.

Prazer, meu nome é Renato Muniz, e sou viciado em propaganda há mais de 5 anos...

hahaha

abraço.

Ísis Melo disse...

Diante de tal declaração de amor a nossa querida publicidade, me ví no dever de voltar aqui e fazer a minha parte, sr. Palermo! Como vc já percebeu, sou mesmo uma apaixonada pela propaganda. Porém, diferente de vc, que carrega ricos e valiosos anos de experiência, eu ainda nem me casei com ela. O que quero dizer é que ainda não sou formada, me encontro no 4º período desse curso encantador. É uma paixão nova, que me invadiu aos poucos e agora pelo jeito, não tem mais volta.
Ah, torço pra que esse vício continue te chamando, até conseguir o que quer. Um propagandaholic de volta à propaganda.
E tô sempre por aqui esperando novos posts!

Caroline Rodrigues disse...

http://www.flickr.com/photos/carolinerodriguesmedeiros/3924414740/in/photostream/

Ultimamente meu vício é a fotografia...