28 julho 2008

Ação do CONAR faz pensar sobre a profissão

Está lá no Acontecendoaqui: o CONAR - Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária mandou tirar do ar a campanha da Nova Schin por causa do conceito que eles estavam veiculando: "leve e gostosa como nenhuma outra". A alegação é de que a frase é subjetiva e induz o consumidor a deduzir que a Nova Schin é mais gostosa do que as concorrentes. Ora, se a gente não puder mais criar frases subjetivas e dar a entender que o nosso produto é melhor do que os concorrentes, só vai nos restar pegar a bola e a boneca e ir brincar em casa. O que faz a propaganda se não frases com duplo sentido, posicionando marcas na mente do consumidor? Não discuto a validade do CONAR, longe disso. Apenas fico preocupado com o rumo que as coisas estão tomando, colocando a propaganda como a mãe de todos os males. Uma notícia que faz pensar. E muito.

3 comentários:

Fabio Nicaretta disse...

A próxima determinação do Conar é fechar os cursos de publicidade.
O pretexto é a formação de subversivos.
A volta do dops é questão de tempo.

adtudo disse...

Palermo, o Conar tá de brincadeira.

Jessica Bizinelli disse...

A publicidade não esta aí pra isso mesmo? Colocar um produto como melhor que outro?
Concordo com o Fabio! Daqui um tempo o Conar estará fechando os cursos de publicidade.