10 agosto 2008

O tal público-alvo.

É incrível como muitos de nós ainda não se deram conta de que o famoso público-alvo é composto por gente. Gente como eu, como você, como a dona Lurdes, de Timbó, ou o seu Adão de Braço do Norte. A gente fica envolvido com pesquisas, briefins, atributos de produtos, movimentos de câmeras ou animações em flash, e acaba esquecendo que do outro lado do balcão estão pessoas comuns. Quem lê nossos anúncios, assiste a nossos filmes ou navega em nossos sites são pessoas que jamais ouviram falar em recursos persuasivos, travellings ou usabilidade. Pessoas que riem, choram, amam e odeiam. Muitos ainda buscam o equilíbrio em suas vidas, outros não sabem nem andar de bicicleta. São estas pessoas, tão diferentes entre si, que compõem o "nosso público-alvo". Antes de escrever um texto, criar um layout ou programar um site, lembre-se disso. São simples pessoas. Por isso, não tão simples assim.

3 comentários:

adtudo disse...

Fala Palermo! concordo contigo. Conversar com visinhos, família, o cara da feira, o tio do elevador. Tb acredito que só se você consegue conversar com qualquer pessoas e principalmente aquelas invisíveis, conseguirá comunicar-se mais facilmente. Abraço

Marcella disse...

Palermo,

Me passa teu e-mail, por favor.
O meu é marcellacruzm@gmail.com

Grata!

Leandro Tuxo disse...

Grande Palermo.

Navegando pela grande rede fui soprado pra cá por um vento benfazejo. Marquei no meu mapa e, desde já, faço do seu porto parada obrigatória. Leitura leve e gostosa como segredo de criança.

Parabéns.