04 dezembro 2010

Paixão rima com marketing esportivo

Este post não é sobre futebol. É sobre paixão. Mas se você prefere ver por um lado técnico, pode encarar as próximas linhas como uma aula de marketing esportivo.

Para quem não sabe, o Internacional, de Porto Alegre, embarca na próxima quarta-feira, 08, para Abu-Dhabi, onde tentará conquistar o BiCampeonato Mundial Interclubes da FIFA.

E já virou tradição colorada perpetuar suas conquistas com belos e épicos filmes documentários. Foi assim no Mundial de 2006, na Copa Dubai em 2007, e, mais recentemente, no Centenário do Inter, com o emocionante Nada Vai nos Separar.

Agora, às vésperas do embarque para as arábias, o Inter, mais uma vez, mobiliza a alma colorada com um filme de arrepiar. E uma iniciativa de marketing de fazer inveja.


Na véspera do embarque, o Inter promoverá, no Gigante da Beira-Rio, a pré-estréia do filme Absoluto – Inter Bicampeão da América. A proposta é realizar a maior apresentação de cinema do mundo. A torcida vai lotar o Gigante, assistindo ao filme em um telão especial de 120 metros quadrados e projeção digital de alta tecnologia.

Os jogadores, que embarcam para Abu-Dhabi no dia seguinte estarão lá, respirando a conquista, incorporando a garra colorada em seu DNA, entupindo os poros com o suor vermelho de tantas lutas e conquistas.

Estarão lá, também, ídolos do passado distribuindo nostalgia e autógrafos. Galeria de fotos, venda de livros colorados, e feira de licenciados.

O marketing rubro transforma uma despedida para uma viagem em evento histórico e eletrizante. Uma despedida de cinema, como promete o cartaz do espetáculo.

Como reza o hino riograndense, “sirvam nossas façanhas de modelo a toda terra!”.

4 comentários:

Jefferson disse...

Não torço para o Inter mas acho excelente este tipo de apelo. Bonito, épico.

Mariana Lodetti disse...

Iniciativa muito bacana do Inter!

Marcelo Zaniolo disse...

Não é a toa que o Inter é um dos melhores times do Brasil, tem uma das maiores (se não a maior) torcidas e sempre representa o país mito bem lá fora.

Boa ideia e ótima iniciativa.

Abraço, professor.

João Paulo disse...

Esse blog não fala mais de futebol?